Captura de pantalla 2021-11-30 a la(s) 16.18.48

Alianima lança Observatório Suíno 2021

Relatório anual traça panorama do bem-estar de suínos dentro da indústria alimentícia brasileira 

Não importa em qual lugar da cadeia de produção de alimentos de origem animal você está – se você trabalha nos criadouros, na venda ou é consumidor, por exemplo –  te convidamos a acompanhar os avanços das pautas de bem-estar dos animais envolvidos, afinal, eles não merecem viver uma vida de sofrimento constante, não é mesmo? Além disso, todo ser humano é impactado pelo setor de alimentos e têm direito de saber, com transparência, as origens e processos por parte das empresas que lucram a partir da utilização de animais, recursos naturais comuns e mão de obra abundante. 

Por isso, a Alianima lança a segunda edição do Observatório Suíno, um relatório que traça um panorama da suinocultura brasileira em relação ao bem-estar animal. Nessa edição, o relatório foca na evolução no alojamento das fêmeas durante a fase de gestação para baias coletivas na indústria de carne suína brasileira. Também aborda outras questões importantes, como o manejo doloroso de leitões e o uso abusivo de antimicrobianos. 

Divulgar estes resultados publicamente cria relações de transparência entre a indústria alimentícia e o consumidor final, cada vez mais atento à origem dos alimentos que consome. Acesse e compartilhe

Além de lançarmos anualmente este documento, mantemos o Observatório Animal sempre atualizado, uma plataforma onde reunimos os compromissos públicos de empresas alimentícias que buscam promover o bem-estar de aves e suínos no Brasil. Acesse! 

IMAG1

Observatório Suíno: monitorando a evolução do bem-estar animal pela indústria

Iniciativa da Alianima preza pelo compromisso das empresas em implementar melhorias na vida de suínos 

Em dezembro de 2020, a Alianima lançou o primeiro relatório do Observatório Suíno, um panorama da suinocultura brasileira que monitora o avanço de bem-estar dos suínos na indústria. O objetivo principal do relatório é o acompanhamento anual da evolução da transição das empresas que possuem compromissos públicos de banir as celas de gestação na indústria da carne suína brasileira, criando uma relação de transparência com o consumidor final através da divulgação pública desses resultados. 

Na edição de 2020, o Observatório atesta sua importância devido ao cenário gerado pela pandemia do COVID-19, que trouxe consigo um momento de incerteza e um debate ainda mais acirrado sobre a necessidade de transparência e responsabilidade da indústria alimentícia. O levantamento detecta gargalos que estejam ocorrendo nos bastidores das empresas para que os principais pontos que minam a possibilidade de uma transição bem sucedida sejam identificados dentro do prazo estipulado para cada uma das empresas comprometidas. 

O relatório abordou as dez empresas que operaram no Brasil comprometidas em abolir as celas de gestação dentro do escopo definido em cada compromisso. No documento, é possível ver quais empresas responderam ao nosso questionário e contribuíram com uma maior transparência da indústria, também como o anda o processo de implementação dessas melhorias, levando em conta os desafios do setor. 

A Alianima apoia essas empresas com recursos técnicos e análises estratégicas, através da nossa expertise em bem-estar animal. Na nossa plataforma Observatório Animal você pode acompanhar nosso trabalho e ver os compromissos de bem-estar com outros animais. 

We Animals Media

O consumidor tem direito de saber a origem do que está colocando no prato para fazer escolhas que sejam coerentes com seus valores éticos. Para tanto, convidamos a todos que acessem o Observatório Suíno 2020

No último bimestre de 2021, será lançado um novo Observatório Suíno. Fique de olho e não perca as atualizações dessa importante ferramenta que conecta a indústria alimentícia aos consumidores.