Doe agora
14 de setembro, 2023

Desperdício de alimentos: o problema também é nosso

Desperdício de alimentos: o problema também é nosso

Os efeitos do descarte doméstico de comida são mais catastróficos do que você imagina, e é preciso contra-atacar essa cultura antes que seja tarde demais

Atestar que somos uma sociedade que desperdiça alimentos constantemente, apesar de inseridos em um contexto de fome nacional, é uma tarefa amarga, mas não complicada, afinal, basta uma breve conferida no lixo da sua casa ou na lixeira da rua para observar a quantidade de comida que não irá cumprir mais o papel de nutrir e sustentar. Grande parte da população que vive em situação de segurança alimentar e que desperdiça alimentos não foi educada a valorizar os mantimentos disponíveis, portanto, acaba muitas vezes jogando-os no lixo por muitos motivos, seja pela falta de planejamento ou por ignorar como utilizá-los e descartá-los da melhor forma. A má notícia é que essa falta de consciência traz consequências graves que extrapolam o ambiente doméstico.

O que comemos não chega aos mercados e feiras magicamente – é preciso sempre lembrar que uma série de recursos preciosos são utilizados na produção de alimentos, como terra, água, energia, dinheiro, mão de obra, entre outros que, quando desperdiçados, geram impactos de proporções trágicas, como aponta estudo realizado pelo Programa das Nações Unidas para o Meio-Ambiente (PNUMA): “o desperdício sobrecarrega os sistemas de gestão de resíduos e amplia a insegurança alimentar, contribuindo para as três crises planetárias: a mudança climática, a perda da biodiversidade e o aumento da poluição”. Ou seja, o desperdício gera impactos ambientais, sociais e econômicos significativos que precisam ser combatidos não só por empresas e governos, mas também pelos cidadãos, que têm papel fundamental nesse processo, já que a maior parte do desperdício acontece nas etapas de varejo e consumo. O relatório mostra que 931 milhões de toneladas de alimentos, ou 17% do total de alimentos disponíveis aos consumidores em 2019, são desperdiçadas no mundo anualmente, sendo 11% em domicílios e 5% e 2% em serviços alimentares e estabelecimentos, respectivamente.

Em todo o mundo, mais de 10% das pessoas passam fome e evidências sugerem que o problema que enfrentamos hoje não é a falta de alimentos. Pelo contrário, é um problema relacionado à ineficiência do sistema alimentar. Ao todo, perdemos um terço dos alimentos produzidos no mundo, cerca de 1,3 bilhão de toneladas de alimentos – entre a fazenda e a mesa, durante as etapas de armazenamento, transporte, processamento, embalagem, venda e preparo. 

A população mundial deve crescer em duas bilhões de pessoas nos próximos 30 anos, e o desafio de alimentá-la é grande e envolve também o combate ao desperdício. Portanto, é importante que cada pessoa tome atitudes eficientes hoje para combatê-lo. Veja no vídeo 4 dicas de como evitar o desperdício de alimentos no dia a dia para que você faça a sua parte nessa luta. 

Assine nossa newsletter e fique por dentro das nossas ações

Ao enviar o formulário, eu declaro que estou de acordo com a Política de Privacidade.

doe

A sua colaboração fortalece nossa atuação em prol dos animais.

Doe agora

Alianima © 2024

Política de Privacidade Política contra Discriminação e Assédio

Desenvolvido por:

Agência Fante - Marketing Digital

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa política de privacidade.